Thursday, January 26, 2012

EM MENOS DE UM ANO

Não passou ainda um ano e já se ouvem os primeiros gritos de alarme. Na tugária, os doentes oncológicos abandonam as terapias e as consultas hospitalares por não poderem pagar as novas taxas.O ministro da Opus para a saúde empenha-se em rentabilizar o aparelho de assistencia hospitalar. Ou seja, em remeter à morte boa parte da população. Nem vale a pena dizer que Deus lhe pagará. É evidente que sim. Mas Deus opera de modo ordinário e de modo extraordinário. Ordinariamente é através dos homens e mulheres. Extraordinariamente é por intervenção directa.Porque Deus não consentiu na condenação à morte dos velhos e crianças, é pouco provável que os homens e Deus não respondam ao ministro da Opus. Talvez à ida para a missa. Na missa. Ou à saída dela. Mas a resposta virá. Proporcional. Ocorre lembrar Tomás de Aquino: é licito o uso da violência para evitar violência maior. É preciso defender a vida contra o ministro da Opus no governo do partido da Grande Loja.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...