Sunday, August 29, 2010

O Canalha Urosa e a "Educação Católica"

Com as fogueiras da inquisição na ialma, o canalha Urosa - papista de Caracas e papista do carago - vomitou uma nota (pastoral-clandestina?) que foi parar ao endereço errado. E assim foi, pela Graça de Deus, O Clemente. O canalha Urosa entende que a educação dos favorecidos e desfavorecidos deve ser segregada, já que os primeiros devem ser educados para o "exercício das suas responsabilidades" (na gestão privada e altos cargos da administração pública) e os segundos devem ser educados para o "respeito pela autoridade, o devotamento e a modéstia". Os cães do papismo deveriam encarregar-se de ambas as vertentes. E temem que o Estado lhe vede tais intentos através de um daqueles benditos rompantes do imprevisível Coronel Chavez. (Benditos rompantes que tão divertidas surpresas nos têm dado). Anda toda a gente desde o séc. XVI a promover a educação como instrumenhto da liberdade pessoal e política e propõe-se este canalha usar a sua deseducação como condicionamento em favor da desigualdade. (E da desigualdade política, entenda-se bem). Possa Deus, na sua Infinita Misericórdia, ajudar o Estado Venezuelano a anular tão sinistros propósitos da padralhada pedrasta. E assim consigam os demais estados a varrer tais propósitos dos cenários nacionais respectivos. O canalha Urosa - homem sem palavra como qualquer membro da asquerosa hierarquia papista - apressou-se a desmentir o escrito no qual, todavia, estão bem patentes o estilo repulsivo, os objectivos práticos evidentemente prosseguidos e o tom das lenga- lengas habituais. Assim se expressam. E isto é para levar a sério. Porque é exactamente isso que fazem, quando podem. Agradecemos o aviso aos bons meninos do Golias. E quanto a tudo, como diz o salmista, "que o pecado desapareça da terra e seja exterminada a iniquidade".

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...