Thursday, January 27, 2011

O ESTADO DOS PEDRASTAS

O miserando agente do proxenetismo homosexual de crianças órfãs ou desvalidas da Casa Pia veio agora dizer - depois de ter dito o contrário em audiência - que tinha sido forçado a mentir em julgamento e em processo e que quem o havia forçado tinham sido os polícias e o seu próprio defensor. Todavia toda a gente sabe - porque um agente da CIA o divulgou em Março de 2004 - que quinhentos nomes com relevância política e económica no território eram (são?) membros da rede de clientes daquele pavoroso comércio. O facto de nada ter sido investigado não pode surpreender-nos. E o facto de um décimo de processo se ter transformado num espectáculo inqualificável de ignomínia também não deve espantar-nos. Isto significa um país de pedrastas, governado por pedrastas, com uma igreja de pedrastas. Nada pode ser tão insultuoso para as pessoas normais  ainda residentes aqui do que a "cidadania portuguesa". Ser juiz aqui é uma ignomínia. Ser advogado aqui é uma vergonha. Ser militar aqui é uma anedota. Ser médico aqui é um terror. Viver aqui é um pesadelo. É certo que as insurreições do Norte de África (com situações sociais e morais igualmente graves) nos enche de esperança quanto à possibilidade de extensão do fenómeno  à imunda tugária (a Tunísia era basicamente uma coisa assim, com uma polícia assim, juízes assim, comércios parecidos e advogados provavelmente iguais, onde "o sistema" também teve o cuidado de eliminar o exército pela redução do contingente e a falta de equipamento). Talvez um fim parecido venha a ocorrer. Talvez não esteja sequer longe e possamos enfim ajustar as contas que não podem esquecer-se. Deus o permita.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...