Friday, November 18, 2011

AGITAÇÃO

Centenas de presos em Nova Iorque. O desemprego nos USA, crescendo em terra que não pode ter desemprego. As ruas em brasa de Atenas e Roma. (Atenas celebra o levantamento estudantil contra o regime dos coroneis). A contestação popular árabe prosseguindo os seus rumos nos despotatos do golfo e médio oriente.A repressão das massas incontíveis de estudantes em Santiago do Chile e Valparaíso. É nítida a radicalização do divórcio entre a "democracia representativa" e os seus pressupostos. Como nítido é o divórcio entre o que resta do sistema parlamentar e os eleitorados. A isto somam-se os riscos financeiros em que a China se descobre, a teimosia iraniana e a firmeza de Hassad na Síria. Junta-se a tudo uma África inquieta (com óptimos motivos). Não falta animação ao panorama internacional. Há quem deseje que as coisas voltem a ser como eram. Mas nada voltará alguma vez a ser igual ao que foi. Isso parece claro. E nada ficará como está. Em frente disto, temos o sangue frio russo diante de todas as crises,  a "vaca infornicável" (como dizia il cavalieri), o sarcoma húngaro e o seu gingão, o bronzeado Obama com a histérica Hilária. Para onde pode isto cair, não se sabe. Mas que vai caír é de uma evidência gritante.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...