Wednesday, November 9, 2011

A TUGÁRIA IGUAL A SI MESMA

A "imprensa" do território vem dar notícia do aumento de consumo dos psico-fármacos na tugária. Lugar onde já era o maior da Europa. 40% da população dependia já destes fármacos. E agora subiu o consumo. A tugária é portanto um grande asilo psiquiátrico dirigido por oligofrénicos (a que nenhuma droga pode dar socorro). E isso explica tudo. Como nos asilos psiquiátricos os desgraçados masturbam-se desesperada e inutilmente, até ao desmaio, sob a influência dos antidepressivos que inviabilizam a erecção. Que nojo. Que degradação. É isto que ocorre quando falam de Direito, rigor, austeridade, recuperação, credibilidade. Têm a vaga noção que da dor há-de vir a redenção, que foi quanto o cura papista lhes disse quando os sodomizava em pequeninos. O papel subsidiário e alternativo da ministra da justiça enquadra-se aqui perfeitamente. É o da puta de chicote, no essencial. Quincagenária travestida de adolescente, com a cabeça pintada de amarelo (a armar em nórdica), vestida de preto com saltos agulha. Puro Felini. É o último recurso da masturbação inútil: a esperança de que uma puta autoritária consiga faze-los atingir o ponto onde não chegam... Tudo isto é um filme porno. É inútil saber se a criatura gosta do papel que lhe reservaram, ou se o desempenhará com a eficácia indiciada no escrupoloso respeito pelo gosto do cliente no modo como se apresenta. Seja como for, esta é a matriz de leitura adequada à história da tugária: o esforço inútil do doente mental medicado que se masturba sem poder sequer fazê-lo. Um guião porno num asilo psqiquiárico. A pena de morte para a pornografia, tal como é praticada pela China, parecia-nos até aqui um excesso cruel. Nisso está a nossa perspectiva completamente alterada. Confessamos. Cruel é isto.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...