Monday, November 15, 2010

IRONIA

Andou esta corja a desprezar migrantes africanos (até com a polícia a abater-lhes os filhos à queima roupa). A menosprezar migrantes da Europa Oriental. A abandonar (no Vale do Jamor e em condições terríveis) os pobres timorenses. Enquanto temiam (delirantemente) as eventuais aspirações espanholas ao território. Enquanto reagiam ao império americano e ao seu hegemonismo. Enquanto protestavam contra a dureza alemã.Sem se impedirem, em todo o caso, de alinhar em todas as provocações anti-russas dizendo, com aquele ar de bestas quadradas com que dizem as coisas que imaginam sérias, que isso "é prestigiante". Mas a cada um o seu destino, como diz um velho provérbio hebreu. A horrenda terra de todas as servidões tem o destino de ser comprada, nem sequer pela China (interessada eventualmente e apenas num porto e numa ou noutra empresa), mas por Timor e por Angola. Com as gentes almejando ser salvas por uns contratos do Brasil. E mesmo assim sob garantia europeia (por enquanto). Eis a manifestação concreta da excelência da justiça divina. É concebível maior humilhação? É possível que esta gente tenha já os esfíncteres tão lassos que nem isto note? É visivelmente assim. A tugária perdeu qualquer aptidão para fazer face às tarefas da independência política. Permanecer em espaço europeu sob condição de ser comprada por África, Oceania e Ásia, não é coisa que surja especialmente clara. Tudo serve aos idiotas locais, condenados já a discutir a mera sobrevivência no plano alimentar. Mas servirá isso a mais alguém? Tem isto, nestes termos, alguma utilidade própria na Comunidade Internacional?

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...