Wednesday, November 10, 2010

A OTAN, OS OTANASCAS E O TRATADO QUE OS PARIU

O Conselho Mundial da Paz pede a dissolução da OTAN, recapitulando os crimes deste vampiresco aborto organizacional. Os canastrões excelentíssimos bombardearam os altares da Páscoa sobre a Sérvia em 1999 (alvo de importância militar evidente, não será?) e destruíram ou escoltaram a destruição de mais de 900 (novecentos) edifícios religiosos (compreendendo templos e mosteiros) da Santa Igreja Sérvia. Avulta, entre estes alvos “militares”, o bombardeamento (bem sucedido) de uma capela do séc. IV. Àquele que destruir o Templo, Deus destruí-lo-á. Disse S. Paulo e repetiu-o o Santo Sínodo daquela Igreja Mártir. Não obstante o fixado veredicto, a escumalha otanasca vem a Lisboa, procurar definir o “novo conceito” para a estratégia da OTAN. Nós mantemos quanto à coisa otanasca o nosso velho conceito. Tal tratado caducou em razão da radical alteração superveniente das circunstâncias que patentemente privou de objecto o pacto “defensivo” do Atlântico Norte. Chega de otanascas. Otanascas ao tratado que os pariu.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...