Thursday, December 22, 2011

ESPANHA EM CONTRA CICLO E TUGÁRIA COMO SEMPRE

Com dez milhões de votos, a maioria absoluta de Rajoy impõe-se a um país com 47 milhões de habitantes. E com radical estranheza da Catalunha, Navarra e País Basco, onde a "alternância" do poder em Madrid nunca entrou. Ganham sempre e sempre ganharam os nacionalistas catalães e bascos. O resto de Espanha está dividido a meio. O nordeste, não. Execram a Monarquia. Detestam a ficção (provincionalizante) a que os outros chamam Espanha e os separa da Europa. Isto não está bem. E não pode acabar bem. Já as pessoas normais que vivem na tugária aspiram a incluir-se sob a soberania da Coroa de Espanha. Os selvagens e labregos poderiam talvez ter um peso específico menor se aqui pudessem chegar os modelos da elegância de corte. Mas esta gente não terá grende sorte nos tempos mais próximos. Resta aí a retórica de caixeiro viajante de um primeiro ministro que, perto dos quarenta, conseguiu enfim que alguma escola superior (desconhecida) o licenciasse em alguma coisa (que se não sabe o que seja). Podia ser um vendedor de automóveis. Mas é primeiro ministro. E com um pouco de sorte o "estado" não lhe sobreviverá. Parece o inverso do percurso espanhol. Ali os neofranquistas talvez não sobrevivam às Espanhas. Aqui, talvez a tugária não sobreviva aos últimos dos seus imbecis. Assim Deus o queira. Bom Natal.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...