Saturday, December 24, 2011

HOMUNCULUS MERDARUM

O idiótico Sarkozy imaginou poder abrir mais uma crise. E abriu-a. Com a Turquia. Evidentemente, nenhum de nós negará alguma vez a sua simpatia ao admirável povo arménio e ninguém deixará de olhar tal massacre com repulsa (a repulsa do próprio Ataturk, que jamais aprovou tal cobarde sordidez). Mas chamar àqueli genocídio, e punir criminalmente quem o discuta, isso é toda uma outra história. E começa pelos direitos que esta gente se arroga de limitar debates. Erdogan fez então bem. Quer discutir o genocídio Francês na Argélia. Aquela horrivel prática de cortar as mãos, ou a língua, aos professores de árabe para que esse ensino não pudesse prosseguir, isso, por acaso, foi indemnizado?... Os turcos poderiam talvez aprovar uma lei que puna com prisão efectiva de cinco anos quem ousar pôr em causa o genocídio da França na Argélia. É preciso responder-lhes à letra. Não basta responder-lhes, ou retaliar. É preciso fazer-lhes o mesmo. Rigorosamente o mesmo. O idiótico Sarkozy já tinha feito mossas bastantes com a sua estúpida oposição à inserção da Turquia na União da Europa Ocidental (fazendo o jeitinho aos pederastas papistas que gostam de passear por Istambul incógnitos). Mas o idiótico Sarkozy ultrapassa-se em imbecilidade todos os dias. Já nem o homem da CIA que o pariu conseguirá protegê-lo. Felizmente. Villepin reapareceu, na cena interna. Não se sabe se irá longe. Mas o facto de não ser um rufiazito gingão e húngaro terá certamente o seu peso na direita francesa para quem sempre contou a forma das coisas.  

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...