Monday, February 20, 2012

ITÁLIA, PRIMEIRA VÍTIMA

O "perigoso radical de esquerda" Corriere della sera publica hoje uma interpelação clara em quanto respeita às arcas encoiradas da corja do cemitério da colina vaticana. Os segredos servem ali para proteger delitos sem nome nem perdão possível, como é bem conhecido. E já nem os italianos suportam isso. Uma coisa é ter aquilo lá assegurando as receitas do turismo correspondente. Outra coisa completamente distinta é ter de pagar o preço das imunidades de "estado" "independente" a uma corja de pederastas que se dedicam ao branqueamento de capitais, à pornografia e ao financiamento de actividades terroristas. Os italianos nada obstam às receitas do turismo. Mas não lhes agradam nada estas actividades a que se dedicam aqueles "espíritos metafísicos" de uma velharia infectamente corrupta. Acabaram de ser rebaixados ao cardinalato mais umas criaturas que nos dão volta ao estômago. E corre agora, no fim do asqueroso consistório, onde o execrando Ratzinger assegurou a eleição do monstro que lhe sucederá, corre que há uma conspiração da padralhada para matar o pontifex pederastorum. Parece que daqui a doze meses, já não há Ratzinger. Não é nada que nos diga respeito, evidentemente. Se quiserem matá-lo, seguramente o farão sem que possamos fazer nada para impedir tal coisa. Mas seria uma pena abreviar o apodrecimento do repugnante velho. Aqui fica o link para o pedagógico texto do Corriere. 

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...