Wednesday, February 29, 2012

AUSTERIDADE SELVAGEM (?!)

Com olheiras de quem passou a noite na moina, mas com aquele arzinho de jejum, a espectral figura do Gasparzinho veio explicar aos tugas que se não for esta a austeridade, outra seria "mais selvagem". Está portanto concedido que esta é selvagem. Como toda a gente nota, aliás, mas não tinha ainda sido confessado. Mas selvajaria e austeridade não são conjugáveis. A extorsão pode ser selvagem. A austeridade não. Do que se trata portanto não é de qualquer austeridade. É perante a extorsão que estamos. E é isso que deve ser tomado como alvo político da rebelião. Extorsão. Austeridade, só depois de ajustarmos contas. Não será? Nenhum jornalista notou isto. mas a Língua oficial da tugária só é o português pelo facto do tuga médio não conseguir falar mais nada... E nem o portugês, bem entendido. A confissão do Gasparzinho  passou-lhes despercebida. Embora ele, coitadinho, soletre devagar para ver se a malta adormece antes que a frase acabe. Ele não quer ser ouvido. E aqui, pelo menos, não o foi. Com isto nos despedimos. O Google muda amanhã a política de confidencialidade. E nós vamos continuar a olhar, claro. Mas ainda não será desta que vão conseguir localizar-nos. Continuamos a vê-los.  E em breve chegará o momento em que serão eles a desaparecer. Até breve. Viva a crise. Tratemos de, nela, abrir caminho à Revolução como única via. Porque não há outra solução. (Vejam se percebem isso).  

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...