Tuesday, February 21, 2012

STRAUSS-KAHN: A INSUSPEITADA UTILIDADE DO SISTEMA PENAL

Detido. O processo investiga o eventual proxenetismo do pobre homem que, de modo inverosímil, resultaria das farras nos hoteis com umas "fornicólogas" profissionais. É interessante o modo como o Processo Penal se usa e se descredibiliza na cena política. O homem não nos merece a menor simpatia. Mas a indagação em função da qual se investigaria a moral sexual da criatura sobre a "matéria prima" de umas orgias privadas entre gente adulta e livre, isso, não desacredita apenas o processo. Coloca muito mal o sistema de polícias e magistrados voyeurs, sistema às ordens da CIA para a invocação de um moralismo da escola do neurótico paneleirote que foi o Hoover. É inútil perguntar se isto pode ser assim, porque é evidente que pode. Mas, na Europa, estas coisas não são desfechos. São prenúncios. Bem entendido, do ponto de vista moral dir-se-á o que se quiser. A nossos olhos retém-se apenas a fragilidade impensável à qual se condena um dirigente político. Que seja sexualmente devasso, é-nos indiferente. Que tenha sido tão estúpido é relevante. Que o tenham detido na terça feira de Carnaval é um detalhe cujo sadismo deve reter-se, por relevante.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...