Monday, February 20, 2012

SANTA HÉLADE CONTRA NOVOS TURCOS

Ao esmagamento votado no Parlamento Grego, contra setenta e seis heróis expulsos dos respectivos partidos, responderam, na rua, um milhão e duzentos mil manifestantes. A quebra de representatividade parlamentar está à vista e não falta muito para novo periodo eleitoral. Os setenta e seis parlamentares que votaram contra apresentar-se-ão como alternativa eleitoral? A confissão do anterior primeiro ministro que aceitou a responsabilidade comum do sistema pela falta de reacção penal do Estado ao bando de ladrões que destruíram a Grécia tem alguma eficácia prática dentro do sistema, ou representará apenas uma confissão que legitima o fim do sistema político-partidário grego? O voto parlamentar grego não impediu que Portugal e Espanha fossem imediatamente degradados pelas agências de notação. Há uma nítida estratégia política na crise financeira. Tem de haver um estratégia financeira não menos nítida na crise política. A usura não pode ser crime nas estruturas internas dos Estados e não o ser nas relações económico-financeiras internacionais. "Não pagamos" parece ser a resposta adequada à usura. E a ameaça de ruína iminente é o único constrangimento que o usurário pode respeitar. Isso é evidente. Tão evidente hoje como sempre o foi. Perguntemos quanto valem as vidas dos que querem comprar-nos. São bem mais baratas do que aquilo que lesam. Tratemos então comercialmente disto, se é quanto querem... (Com um pequenino ajustamento político preliminar). Ah!... E  os ciberanarquistas são-nos cada vez mais simpáticos

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...