Tuesday, February 21, 2012

MONSANTO: PERIGO RECONHECIDO

Monsanto é uma enorme ameaça à segurança de todos. Ameaça política, por ser tremendo consentir a centralização patenteada do comércio de sementes. Ameaça sanitária e ecológica, também. Desde há anos que corajosos militantes expressam oposições - físicas, até - e absolutamente legítimas. Mas a Monsanto instalou-se com o seu milho geneticamente modificado no território da Península Ibérica. A situação vai alterar-se, todavia. França notificou a Comissão Europeia do seu pedido de suspensão imediata das plantações de milho geneticamente modificado. E visa a interdição absoluta. Com fundamento nos riscos entretanto reconhecidos pela Agência Europeia de Segurança Alimentar. Nos jornais da tugária e de Espanha ninguém deu relevo a esta noticia realmente importante. Aqui fica ela. Resolvido o problema da Monsanto é preciso passar ao problema da Cargil que está a centralizar, à escala do mundo, o comércio das rações e portanto decide - ela e qualquer funcionário seu - quem pode ter gado e quem são os que ficam com o gado envenenado. Na imunda tugária ninguém consegue sequer reagir. Nem publicar as suas queixas. Nem demonstrar nos laboratórios locais a intoxicação criminosa quando esta ocorre (e tem ocorrido várias vezes)... O Código Penal local não prevê, sequer, o envenenamento massivo de explorações de gado. Portanto, quem exterminar manadas e varas tem o mesmo processo criminal de quem atropelar um cão. Ou a Cargil paga bem, ou os tugas são realmente perfeitos imbecis. E o mais natural é que as duas coisas sejam verdadeiras.

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...