Saturday, May 7, 2011

ESTRANGULAMENTO DA TUGÁRIA

O programa de asfixia em todos os seus detalhes. Leia. Ria. Arrepie-se. Nada estava ao abrigo das máfias. Nada está hoje a salvo de qualquer precariedade. Nem as máfias. A única prosperidade consentida é a da reforma inferior a 1500 euros. Regabofe das empresas de capitais públicos vai acabar.A malta vai começar a andar a pé, que os transportes públicos vão voltar a ser apanágio da classe média. E os funcionários públicos vão para a rua ao ritmo de oito mil por ano ( e isso é pouco).  Presume-se, em todo o caso, que os investimentos nas forças de repressão e segurança não caírão. Mas nem assim isto vai safar-se. Quem puder saír que saia. O território vai acabar com um cordão "sanitário" à volta. Os tribunais serão apanágio das empresas e da classe alta. (Marinho Pinto, aliás, mal almoçou em casa do "bispo" de preocupado que estava. Apelou ao "combate" e à "mobilização", dos "advogados"como se alguma coisa nesta terra valesse tal trabalho e como se  aqui houvesse advogados.) Mas o regresso à tapona como prática sapiencial tem pelo menos a vantagem de virilizar os costumes.  A justiça privada e os pactos de protecção recíproca, farão maravilhas também aqui.  Quem tenha problemas pendentes deve processar já, a menos que se opte por processar o estado deste território mas noutro país (que ainda é o mais recomendável). A população está a dividir-se entre a angústia quanto ao seu futuro imediato e a alegria do fim da tugária. Deve primar a alegria. (A nossos olhos).

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...