Wednesday, May 18, 2011

TUGÁRIA COM FIM À VISTA

Deus o permita. À medida que as eleições se aproximam mais parece que a coisa não se safa de todo. Isso é óptimo. Não votar é evidentemente a posição que sempre recomendamos às vítimas aprisionadas na tugária. Isso mantemos. Mas se querem mesmo, mesmo votar, o ideal seria que não houvesse nenhuma maioria e se encontrassem no parlamento uns trinta ou quarenta deputados do PCTP-MRPP. Assim a coisa animava um bocadinho. E seria viável o livro negro do aparelho judiciário (é um insulto chamar "justiça" àquilo). Como seria viável um inquérito parlamentar às distorções que a corja papista introduziu no aparelho de Estado. E viável ainda ir buscar o dinheiro em falta nos cofres públicos aos alçapões da corrupção onde se sumiu. Isso podia ser interessante. Do ponto de vista da política externa muitas coisas se tornariam possíveis. E do ponto de vista da política interna o Júdice ia voltar a andar de "mini", o Dias Loureiro voltaria à mercearia do pai e o Almeida Santos explicaria quando e para quê usou os alçapões mandados fazer no seu escritório da Elias Garcia. Mesmo que a tugária deixe de existir, estes objectivos de reordenamento não devem ser objecto de transigência.E se a Lei falha -e falha- temos sempre o Velho Testamento. Lojas da opus, sacristias pseudo-maçónicas , ordens profissionais do futebol, clubes de papistas, tudo cheio de marcelinos e dias e loureiros e gomes e teixeiras e alves, isso é tudo para ponderar judicialmente, com muitas execuções no horizonte decisório. E por expressa imposição da Lei Divina. 

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...