Tuesday, June 21, 2011

PUBLICIDADE NÃO CONTRATADA

O licenciado Paulo Macedo, militante da Opus, Director Geral dos Impostos sob cuja direcção se evitou a busca ao seu Banco de origem na "operação furacão", Director Geral dos Impostos que mandava os seus funcionários à missinha, com ele presente, (isso tendo feito porque o Estado é laico), decidiu botar faladura em público no Tribunal de Contas. E a RTP, sempre fiel à sua função ali estava de câmara atenta. E da arenga com "power point" emerge o logotipo do BCP. Deixou de ser uma marca comercial o BCP? Foi já revogada a Lei da Publicidade? Cada um é pior que o outro. Espera-se que ninguém tenha nisto nenhuma dúvida. E da evidência de serem péssimos resulta que a situação não podia ser melhor. Temos em todo o caso a certeza que "a troika" não mandou fazer publicidade não contratada do BCP na RTP. Este desgraçado vai para a Administração Pública da Saúde. Resulta evidente que um imbecil com este alheamento dos critérios mais básicos de actuação só pode "governar" pelo abuso. Seja lá onde for. Faça ele o que fizer. Antes sequer do acto de posse, já a criatura deve indemnização ao Serviço Público de Televisão por determinar a emissão de publicidade não contratada ao banco que o emprega, que o promoveu e para onde tenciona voltar daqui a uns meses (se ainda houver bancos na tugária, o que está longe de ser certo).

No comments:

FIND MADDIE!

Loading...